.posts recentes

. Estratégia Nacional

. Primeiro encontro a sós e...

. Que futuro nos espera?

. Escolaridade de 12 anos é...

. Ministra avisa que troca ...

. Cavaco Silva veta fim do ...

. José Sócrates quer "vence...

. Ministério da Educação ac...

. E voltamos ao mesmo!!!

. E andamos-nos a pagar ist...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Professores manifestam-se "outra vez" contra o modelo de avaliação

Os professores regressaram, esta terça-feira, aos protestos de rua. Milhares de docentes manifestaram-se em várias regiões do Norte do País. "Os professores já cá estão outra vez", era a frase de um cartaz exibido por um docente na manifestação da Praça da Liberdade, no Porto.

Mário Nogueira, líder da Fenprof, voltou a reiterar, no Porto, que apenas a suspensão do processo de avaliação voltará a trazer tranquilidade às escolas. 

Também na Praça Cavaleiro Ferreira, em Bragança os manifestantes concentraram-se para exigir a suspensão do processo de avaliação de desempenho. José Domingues, da Plataforma Sindical dos Professores, disse, ao JN, que  praticamente "todos os professores do distrito", cerca de 2000, saíram à rua esta terça-feira.

Em Viana do Castelo, apesar do frio que se fazia sentir, mais de meio milhar de professores concentraram-se na Praça da República, onde aguardaram a chegada de mais docentes para se iniciar a marcha até à Câmara Municipal de Viana do Castelo percorrendo toda a Avenida dos Combatentes, uma das principais artérias da cidade, com bandeiras, tarjas e cartazes exigindo a suspensão do sistema de avaliação.

Também em Vila Real, cerca de três mil professores protestaram contra o modelo de avaliação, na Praça do Município, após se terem concentrado na Escola Secundária de São Pedro. De Chaves, saíram vários autocarros transportando docentes para esta manifestação.
  
Amanhã é a vez da região Centro, com manifestações marcadas para Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Viseu e Lamego, enquanto quinta-feira os protestos realizam-se em Lisboa, frente ao Ministério da Educação, Setúbal, Santarém e Caldas da Rainha. A semana de protestos termina sexta-feira, com manifestações em Portalegre, Évora, Beja e Faro.

A luta dos professores segue na próxima semana, com uma greve nacional a 3 de Dezembro e uma vigília de 48 horas nos dois dias seguintes na Avenida 5 de Outubro, em Lisboa, à porta do ME.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:51
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Ministra da Educação anuncia três mudanças no processo de avaliação

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, anunciou esta quinta-feira mundanças no sistema de avaliação dos professores. Mário Nogueira, da FENFROP, disse, à SIC, que continua a defender a suspensão da avaliação e João Dias da Silva, dirigente da FNE, avançou, na RTPN, que não há razões para desconvocar a greve nacional marcada para 3 de Dezembro.

São três as alterações propostas pela tutela, a saber: avaliadores por área disciplinar; exclusão das notas dos alunos dos parâmetros da avaliação e redução de aulas assistidas por avaliadores.

Justificando as alterações propostas para resolver os "problemas relacionados com o excesso de burocracia e a sobrecarga de trabalho dos docentes", a ministra da Educação sublinhou que, no processo de avaliação de desempenho,  os professores podem agora ser avaliados por outros profissionais da área curricular correspondente ao avaliado.   

Os resultados escolares dos alunos deixarão também de constituir um parâmetro da avaliação dos professores, por se ter constatado que este critério "revelou dificuldades técnicas e de aplicação".

Entre as medidas de simplificação anunciadas, após reunião extraordinária do Conselho de Ministros, está ainda a redução do número de aulas assistidas de três para duas, que, ainda assim, só se realizarão por solicitação dos docentes, apesar de serem imprescindíveis para a obtenção das classificações máximas.

A ministra anunciou também que já convocou os sindicatos dos professores para reuniões na sexta-feira sobre a avaliação de desempenho.

A Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) será recebida às 14:30, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) foi convocada para as 16:00 e a Federação Nacional do Ensino e Investigação (FENEI) irá ao Ministério às 17:30.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:00
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

Sócrates considera investimento público "absolutamente essencial"

O primeiro-ministro, José Sócrates, defendeu esta quarta-feira que o investimento público é "absolutamente essencial" nesta altura de crise financeira internacional e destacou as energias renováveis como uma das principais apostas do Governo.

"Esta é uma daquelas crises que apenas se vive uma vez na vida", afirmou Sócrates, sublinhando que o seu impacto e a sua dimensão "obrigam a tomar medidas de emergência".

"Uma dessas medidas é reforçar o investimento público", acrescentou.

O primeiro-ministro falava em Viana do Castelo, onde foram inauguradas três fábricas e um centro administrativo e de formação do cluster eólico que a empresa alemã Enercon está a instalar naquele concelho.

José Sócrates garantiu que o investimento nas energias renováveis vai continuar, quer com o reforço da energia eólica quer com a construção de barragens, para aproveitar o potencial hídrico do país.

"Esta aposta na energia é absolutamente essencial para o futuro do País", disse ainda.

Uma das fábricas da Enercon inaugurada já funciona desde Agosto, custou 22 milhões de euros e produz torres de betão, empregando 110 trabalhadores.

Foram ainda inauguradas as fábricas de geradores e mecatrónica e o centro administrativo e de formação, que, no total, custaram 22 milhões de euros e empregam 200 pessoas.

A primeira fábrica do cluster entrou em funcionamento em Novembro de 2007, dedicando-se à produção de pás de rotor.

A Enercon vai ainda construir em Viana do Castelo, até finais de 2009, uma segunda fábrica de pás de rotor, um investimento de 55 milhões de euros que criará 500 postos de trabalho.

O cluster eólico vai significar um investimento de 200 milhões de euros e será ainda responsável pela criação de 10 mil postos de trabalho directos e indirectos.

Sócrates, que hoje foi nomeado "padrinho" do cluster, manifestou o seu "orgulho" por em apenas três anos ter nascido em Portugal "um dos mais modernos e competitivo clusters industriais" no campo das energias renováveis, sublinhando a sua importância para a diminuição da dependência do petróleo.

"A partir de agora, Portugal tem um caminho, uma orientação, uma estratégia no campo da energia", afirmou, para destacar o "mix" eólico e hídrico como o "coração" do desenvolvimento do País nos próximos anos.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 18:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Professores marcam greve para 3 de Dezembro

A Plataforma Sindical de Professores agendou uma greve nacional para 3 de Dezembro e paralisações regionais para 9, 10, 11 e 12 do mesmo mês, caso o Ministério da Educação não suspenda o processo de avaliação de desempenho.

Em conferência de imprensa, o porta-voz da plataforma sindical anunciou ainda que se o processo não for suspenso até ao dia 15 do próximo mês, os sindicatos apresentarão um novo pré-aviso de greve, "que coincidirá com a semana das avaliações do primeiro período".

"Não hesitaremos em avançar com isto tudo se o ME não suspender a avaliação", garantiu Mário Nogueira.

De acordo com as acções de luta agendadas, as greves regionais terão início dia 9 de Dezembro na região Norte, seguindo-se o Centro (dia 10), a zona de Lisboa e Vale do Tejo (dia 11) e o Alentejo e Algarve (dia 12).

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 22:52
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Cavaco atento aos problemas dos militares

O Presidente da República, Cavaco Silva, considerou que os militares são "um pilar fundamental" da democracia e afirmou a sua "confiança" no Governo para resolver "as preocupações" no sector.

"Tenho acompanhado a situação e sei muito bem que as chefias militares têm prestado atenção às preocupações (...) sei que o Governo está a estudar todas as soluções e estou confiante que haja uma solução para os problemas", afirmou o chefe de Estado aos jornalistas, no final da sessão solene de abertura do ano lectivo na Escola Naval do Alfeite.

"As Forças Armadas são um pilar do Estado democrático (...) eu conheço as preocupações e os problemas dos militares, neste momento sei que eles estão a ser analisados, eu tenho de ser um elemento que contribui para a estabilidade e estou confiante que haverá uma solução", advogou Cavaco Silva, nomeando como "preocupações" algumas das questões levantadas pelas associações militares, como a  "assistência na doença" e a "comparação com outras carreiras na administração pública".

Naquela que foi a sua 15ª visita a uma unidade militar, o Presidente da República elogiou ainda o trabalho e o papel das forças destacadas no exterior para a "afirmação" do país e sublinhou a "especificidade" da condição militar.

"Eu tenho visitado frequentes vezes unidades das nossas Forças Armadas e tenho constatado o profissionalismo e a competência dos nossos militares, vale a pena ter presente o contributo das missões de militares no estrangeiro para a afirmação de Portugal e para o reforço da acção externa do país", defendeu.

"É preciso ter sempre presente, a todo o momento, a especificidade da carreira militar, de que fazem parte sacrifícios, renúncias e exigências especiais que são colocadas aos militares, que não pode ser confundida com qualquer outra carreira da administração pública", acrescentou Cavaco Silva.

Sobre a sessão de abertura do ano lectivo da Escola Naval do Alfeite e o encerramento das 'Jornadas do Mar' - que este ano tiveram como tema "O Oceano - Riqueza para a Humanidade!" -, o Presidente da República e comandante supremo das Forças Armadas assegurou que tem "procurado manter contactos frequentes" com os militares.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:39
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Ferreira Leite exige pedido de desculpas do Governo ao PSD

Manuela Ferreira Leite exige que o Governo peça desculpas ao PSD por ter rejeitado "com alarido" a proposta de pagamento das dívidas do Estado feita pelo partido, anunciando depois "com estrondo" a mesma proposta.

"Ainda há dois dias fomos surpreendidos pela decisão do Governo de pagar as dívidas às empresas tal como o PSD tinha proposto publicamente", declarou a presidente do PSD, no encerramento das jornadas parlamentares do partido, em Évora.

"Quem não ouviu o tom agastado do Governo a recusar essa mesma proposta? Quem não assistiu às contas apressadas que acusavam o PSD de irresponsabilidade? Quem não ouviu a orquestra afinada que veio acenar o papão do défice?", salientou.

Segundo Manuela Ferreira Leite, "de adiada ou impossível a medida passou a urgente ou imediata" e este é apenas um exemplo "da duplicidade em que num dia se rejeita com alarido o que no dia seguinte se anuncia com estrondo".

"Afinal o PSD tinha toda a razão. Falta agora pedir desculpas ao PSD", rematou.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:17
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

Marcada 'manif' contra aumentos salariais

A Frente Comum dos sindicatos da Administração Pública vai realizar uma manifestação nacional a 21 de Novembro, contra os aumentos salariais de 2,9% propostos pelo Governo para 2009.

Segundo a dirigente sindical Ana Avoila, a Frente Comum "não aceita os argumentos do Governo" para insistir no aumento de 2,9% nos salários tendo por base uma previsão de inflação de 2,5%.

"Desde 2006, os trabalhadores já perderam 5,1% do seu poder de compra por via de falhas na previsão de inflação deste governo", acusou a dirigente

Ana Avoila falava no final de uma cimeira da Frente Comum para discutir os aumentos salariais para 2009 na Função Pública, cuja negociação com o Governo teve início quinta-feira, com a apresentação de propostas, e será retomada a 6 de Novembro.

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

Campanhas eleitorais de 2009 custam 70,5 milhões

As campanhas partidárias para as três eleições previstas para 2009 - europeias, legislativas e autárquicas - vão custar 70,5 milhões de euros, segundo o orçamento da Assembleia da República aprovado esta sexta-feira.

O orçamento do Parlamento tem inscritas as subvenções estatais para as campanhas eleitorais, por transferência do Orçamento do Estado.

Das três, a campanha para as eleições autárquicas é a mais cara (57.797.550 euros), seguida das legislativas (8.520.000 euros) e europeias (4.260.000 euros), lê-se na proposta de orçamento, a que a Lusa teve acesso.

Estas subvenções estão previstas na lei do financiamento dos partidos e das campanhas eleitorais, revista em 2003.

Em 2009, os sete partidos com representação parlamentar vão receber, no total, 17,2 milhões de euros de subvenção anual, dependente do número de votos obtido nas eleições legislativas.

O orçamento da Assembleia da República para 2009, com uma dotação global de 184,3 milhões de euros, foi hoje aprovado por unanimidade no Parlamento.

 

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 19:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds