.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Criminalidade, um problema?

O ultimo mês (Agosto) foi assombrado com um foco excessivo de crimes, assaltos a bancos, arrombamento de caixas de multibanco, assaltos a postos de combustíveis, assaltos à mão armada e carjacking. Segundo o Governo é normal esta onda de assaltos, segundo a policia não e segundo o povo é inadmissível que andem à solta tais bandidos. Segundo o meu ponto de vista esta onda de assaltos deve-se a uma falta de fiscalização e a uma falta de segurança por parte das autoridades e outras entidades, tais como seguradoras, reflectindo melhor porque é que só foi em Agosto e inícios de Setembro houveram mais assaltos? Será por causa de estarem mais migrantes, ou por causa de haver mais turistas, ou será porque há mais dinheiro em circulação. Sinceramente não sei responder, talvez será porque foi uma fase em que houve mais assaltos do que o resto dos anos, não sei. O Governo fez aprovar em conselho de ministros a nova lei das armas onde uma pessoa em posse ilegal de arma pode ser presa preventivamente, entre outras medidas, será que isto resvolverá alguma coisa? Também sinceramente não sei. Se reparamos no nosso Estado Judicial estamos caóticos com processos e processos pilhas deles por resolver e que muitos expiraram de tanto esperar, é incrível o nosso país em sistema Judicial onde cada vez mais há problemas. Por isso deixo o apelo a todos para reverem vós próprios o sistema judicial e propor melhoras, porque faz muita falta.  

Resumindo a criminalidade é um problema grave e que ainda está em lista de espera nos nossos tribunais.

 

                                                                                     Ricardo Vieira

 

publicado por Ricardo Vieira às 22:25
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Zé da Burra o Alentejano a 5 de Setembro de 2008 às 16:24
Os portugueses são os reais culpados da situação em que o país se encontra porque não são capazes de "dar um pontapé no rabo dos políticos que temos". Eu não me revejo em nenhum dos partidos do panorama político português, da extrema direita à extrema esquerda: os primeiros, apesar de falarem agora na questão da criminalidade tiveram uma política igual à que o actual Governo seguiu até agora, e, para desviar a atenção, fala muito na violência doméstica (que até mudou drásticamente, para melhor, no pós 25 de Abril); os outros, os de esquerda, têm o complexo do excesso de segurança e preferem a anarquia actual. Devem ter ficado traumatizados pelo anterior regime e pela perseguição política. Falam também muito na tal questão da violência doméstica.

Uma coisa é certa apenas mais polícia não resolve nada se não tiver autoridade para actuar eficazmente e isso representa por vezes ferir e matar alguém. Os polícias são homens e como tal podem falhar. A polícia do Rio de Janeiro tem tido bastante sucesso nas suas investidas nas Favelas mas tem morrido muita gente: criminosos, polícias e outras pessoas apanhadas em fogo cruzado. É assim que a pouco e pouco a polícia vai recuperando zonas onde já não se aventurava e que estavam abandonadas pelas autoridades: são zonas onde são as máfias quem manda.

Zé da Burra o Alentejano
De Ricardo Vieira a 5 de Setembro de 2008 às 20:28
Muito Obrigado por ter comentado e espero que talvez a sua ideia que sou obrigado a aceita lá porque é o que falta.
De Renan Matos a 11 de Abril de 2011 às 16:06
Prestar atenção com o Português! Houveram?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds