.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Sem Eira Nem Beira

 

 

Anda tudo do avesso
Nesta rua que atravesso
Dão milhões a quem os tem
Aos outros um "passou bem"

Não consigo perceber
Quem é que nos quer tramar
Enganar, despedir
Ainda se ficam a rir

Eu quero acreditar
Que esta merda vai mudar
E espero vir a ter uma vida bem melhor
Mas se eu nada fizer
Isto nunca vai mudar
Conseguir encontrar mais força para lutar

Mais força para lutar
Mais força para lutar
Mais força para lutar

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a comer

É difícil ser honesto
É difícil de engolir
Quem não tem nada vai preso
Quem tem muito fica a rir

Ainda espero ver alguém
Assumir que já andou
A roubar, enganar
O povo que acreditou

Conseguir encontrar mais força para lutar
Conseguir encontrar mais força para lutar
Mais força para lutar
Mais força para lutar

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a f***r

Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Mas eu sou um homem honesto
Só errei na profissão

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Há dez anos que estou preso
Há trinta que sou ladrão
Não tenho eira nem beira
Mas ainda consigo ver
Quem anda na roubalheira
E quem me anda a...

Senhor engenheiro
Dê-me um pouco de atenção
Dê-me um pouco de atenção
 
Música dos "Xutos e Pontapés" que ao ouvi-la e ao lê-la podemos comprovar que até os músicos, até eles, pedem um pouco de atenção ao Governo de José Sócrates.
Será que as Grandes obras públicas devem ser feitas? Ou Será que devemos apostar mais na ajuda social e ajudar as Empresas (as existentes e ajudar a abrir outras) de forma a fomentar a economia nacional?
São perguntas que o povo quer ver respondidas mas que passa ao lado dos Nossos Governantes que antes preferem dar dinheiro público, dinheiro do trabalho de muitos portugueses a Bancos falidos por causa da má gestão. Estará isso correcto?
Presumo que todos saibamos a resposta que é NÃO, os bancos devem ser ajudados sim mas na vertente de Gestão, se calhar seria mais fácil ensinar os seus Administradores a gerir correctamente o Banco do que dar-lhes dinheiro e uma parte desse dinheiro ser canalizada para os bolsos dos Administradores.
Devemos reflectir no que estamos a fazer, devemos de ter em atenção que a divida externa portuguesa já ultrapassa 100% do PIB nacional, isto é muito grave!
Sabemos que o actual código do trabalho permite as entidades patronais obrigarem os seus trabalhadores  a trabalhar 70 horas semanais, despedirem colectivamente, mas as uma parte significativa recebeu milhões do Estado para fecharem? Não. Foi para inovarem produzirem mais e melhor a melhores preços foi para isso o dinheiro assim cria-se a sustentabilidade da economia, não foi para fecharem a comprarem quintas nem carros como muitos assim o fazem.
Por isso a equipa do Critica na Rede apela a todos para fazerem uma boa gestão dos seus dinheiros para que não se endividem nem tenham contratempos indesejáveis quer para o trabalhadores que infelizmente uma parte está no desemprego quer para as entidades patronais.
 
publicado por Ricardo Vieira às 20:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds