.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Sócrates anuncia reforço da rede de cuidados continuados de saúde

O primeiro-ministro anunciou a antecipação em um ano, para 2009, da meta de ter 8200 camas na rede de cuidados continuados e o reforço de 250 novos médicos especialistas em medicina geral e familiar.

Segundo o primeiro-ministro, na área dos cuidados de saúde para idosos e pessoas em situação de dependência, o Governo decidiu antecipar para 2009 o objectivo que tinha para 2010, o que, na sua perspectiva permitirá criar mais "três mil novos empregos nas áreas da enfermagem, fisioterapia e apoio social".

Desta forma, em 2009, será atingida a meta de haver "8200 camas na rede de cuidados continuados" - medida que disse representar "uma investimento de 100 milhões de euros".

Na primeira fase da aplicação deste programa, o Governo decidiu "aprovar todas as candidaturas tecnicamente válidas que foram apresentadas ao concurso já aberto".

"Os respectivos contratos serão assinados na quinta-feira: representam mais 3138 camas, sendo o financiamento público de 65 milhões de euros", apontou.

Na segunda fase da aplicação desta medida, que Sócrates disse que se iniciará "logo de seguida", será publicado "o aviso de abertura de novas candidaturas para um apoio público de 35 milhões de euros, o que acrescentará mais 1500 camas à rede de cuidados continuados".

Falando nas consequências desta medida, Sócrates defendeu que haverá "mais idosos e dependentes apoiados, com melhores cuidados de saúde".

"As instituições de solidariedade e as misericórdias serão mais apoiadas pelo Estado na sua acção social", sustentou, antes de também advogar que este investimento criará "mais três mil novos empregos nas áreas da enfermagem, fisioterapia e apoio social".

Outra medida anunciada por José Sócrates no debate incidiu sobre o reforço dos cuidados primários de saúde, através da contratação de mais 250 novos médicos em medicina geral e familiar.

"Também este ano iniciarão a sua formação nesta especialidade 281 novos internos. Quer o número de especialistas, quer o número de internos são os maiores dos últimos 25 anos", sustentou.

As medidas de José Sócrates foram transmitidas no seu discurso inicial do debate quinzenal, na Assembleia da República, dedicado ao tema da saúde.

publicado por Ricardo Vieira às 20:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds