.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

Estados Unidos enfrentam um dos maiores desafios económicos de sempre

Na primeira conferência de imprensa como presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, reconheceu que os Estados Unidos enfrenta, actualmente, um dos maiores desafios económicos de sempre. Obama destacou as quatro prioridades da sua equipa de transição e voltou a reforçar que a actual situação económica e financeira não vai ser resolvida de forma fácil ou rápida.

A primeira prioridade da nova administração passa pela criação de plano de salvamento destinado à classe média, que passa pela criação de emprego, pelo aumento dos benefícios de desemprego e pelo estímulo fiscal.

Obama começou a sua intervenção destacando que, desde o início do ano, 1,2 milhões de norte-americanos ficaram desempregados e que a taxa de desemprego atingiu o nível mais elevado dos últimos 14 anos.

Perceber o impacto da crise financeira nos restantes sectores da economia norte-americana vai ser a segunda prioridade da equipa de Obama. O novo presidente fez questão de sublinhar que a “crise financeira é global e requer uma resposta global”.

Como terceira prioridade surge a análise do programa financeiro e a tentativa de perceber se este está a atingir os objectivos. Por último, Obama destacou o reforço da economia no longo prazo.

“A minha equipa vai estar a trabalhar nestes temas. Não subestimo as tarefas que temos pela frente, não vai ser rápido nem fácil, mas os Estados Unidos são fortes e sei qye vamos conseguir”, concluiu Obama.

Obama agradeceu ainda ao ainda presidente George W. Bush os esforços que têm sido feito pela sua administração para manter a equipa de Obama a par dos assuntos importantes.

publicado por Ricardo Vieira às 20:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds