.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Bolsas mundiais registam a pior semana de sempre

Umas atrás das outras, as bolsas mundiais vão encerrando a semana com quedas nunca antes registadas. Primeiro foi a Ásia, depois os mercados emergentes e agora a Europa, onde o índice Stoxx 600 registou uma queda semanal de 22%. Nos Estados Unidos, a negociação continua com o índice Standard & Poor’s 500 a caminho da maior desvalorização semanal de sempre.

Pior era impossível. Os mercados bolsistas estão a viver a pior semana da sua história. As primeiras más notícias chegaram da Ásia, onde o MSCI Ásia Pacifico caiu mais 17%, a maior queda desde que foi criado em 31 de Dezembro de 1987. “É puro pânico”, comentou um analista após o fecho dos mercados asiáticos.

Mas as más noticias ainda só estavam a começar. Alguns mercados emergentes adiaram a abertura da negociação, como a Rússia e Áustria, enquanto a Europa abria a sessão com perdas na ordem dos 8% devido aos receios de uma recessão económica à escala global.

O índice Stoxx 600 acabou por encerrar a semana com uma queda de 22% a maior desde Janeiro de 1987. Já o índice Stoxx 50 perdeu 8,61% e acumulou um prejuízo semanal de 23,18%. Os 50 títulos encerraram no vermelho, tendo o Royal Bank of Scotland registado uma queda semanal de 61,49% e o Barclays perdido 43,61%.

Em Espanha o Ibex 35 registou a maior queda diária de sempre, 9,14%, e acumulou um prejuízo semanal de 21,20%. A Acciona, a Iberdrola e a Endesa foram os títulos que mais perderam, com quedas semanais superiores a 28%.

“Esta situação é pior que a de 1987 porque na altura a crise estava confinada aos mercados bolsistas, com efeitos limitados na economia. Os fundamentais deixaram de interessar”, comentou outro analista citado pela Bloomerg.

S&P 500 regista maior queda semanal de sempre

Entretanto, nos Estados Unidos o índice S&P 500 vai a caminho da maior queda semanal de sempre. O índice, que negoceia no vermelho há oito sessões (o maior ciclo de queda desde 1996) perde 4,18%, enquanto o Dow Jones recua 3,57% e o Nasdaq desvaloriza 3,59%.

O S&P 500 e o Dow Jones já perderam mais de 40% desde o máximo de Outubro de 2007 e aproximam-se do pior ano desde a Grande Depressão de 1929.

No Brasil, o Bovespa está em queda há sete sessões consecutivas e aproxima-se da pior semana desde 1999. O Bovespa segue a perder mais de 5% mas já esteve suspenso após uma queda superior a 10%. México e Chile estão também a registar a pior semana de sempre.

 

                                                                              Ricardo Vieira

tags:
publicado por Ricardo Vieira às 20:02
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds