.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.Quem nos visitou hoje?


contador gratis
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Segunda-feira, 2 de Maio de 2011

Desabafo

                A vida inocente, a morte culpada, o amor desejado e a loucura perdida. Nunca sabemos o dia de amanha, escrever é o meu passatempo favorito, há já algum tempo que não o faço, perco-me no trabalho que gosto de fazer, perco-me no amor que sinto por alguém que amo mas que não é correspondido da mesma forma, tento viver um dia de cada vez, mergulho-me no pensamento, pergunto-me se é realidade ou ilusão aquilo que sinto, no entanto, chego sempre à mesma conclusão, Amo-a.

A resposta dela foi para já não! Mas mesmo assim não me convenço do contrario, nunca senti isto. Já namorei alguns meses com uma pessoa, foram quinze, mas fui traído, não consegui perdoar. O prazer já não existia o amor perdeu-se nas nuvens da ilusão, não foi um sonho mas sim a realidade infeliz. Agora passaram 4 meses desde o fim desse tormento. Continuo apaixonado mas por outra pessoa.

Essa pessoa é perfeita aos meus olhos, ao meu coração e ao meu ser. Ela sofre com a vida que tem, pelo menos eu vejo-o nos seus olhos o sofrimento de uma jovem adulta que quer autonomia e não a tem. O amor falta-lhe, o carinho não existe apenas uma perturbação existe dentro do seu ser. A vida já lhe pregou algumas partidas mas melhores dias virão.

                Eu sofro com esta inquietação, quando a vejo feliz, a dançar junto dos amigos e das amigas, a conversar, a viver a vida, fico feliz, pelo contrario, quando a infelicidade mergulha-lhe o espírito e a alma, há uma cortina negra que me cobre e fico infeliz, a noite cai mais cedo. Um grande amigo meu disse-me que a isso se chama Amor que sentimos por alguém. Não tenho duvida que ela é a minha alma gémea, somos diferentes, mas como ele diz, tudo isso faz parte de um grande Amor, ele perguntou-me se eu seria capaz de a dar a vida por ela numa situação mais difícil, eu respondi que sim!

Daria o meu coração se ela o precisasse. Foi a minha resposta. Sei que morria mas ficava feliz, seria para o bem dela. Podia ser uma tolice mas fazia-o. Esse meu amigo tem mais de 60 anos de vida e é sacerdote cristão. Muito ele viveu e também passou por isto enquanto jovem. Mas ele escolheu outro caminho, seguiu a verdade e a vida. Eu escolhi este que também tem de ser a verdade e a vida e não a mentira e a morte. Sinto tristeza dentro de mim mas ao mesmo tempo felicidade por senti-la é sinal de vida do verdadeiro amor.

Uns dizem que não passa de uma paixoneta de primavera mas o meu coração diz que melhores dias virão, o Grande André nas suas ultimas palavras  disse para que nunca desistisse daquilo em que acredito, disse ainda para seguir sempre o meu coração e não olhar para o que os outros dizem, devo acreditar em mim e não nos outros. O amor existe de novo e irá perdurar pela longa vida, ate aos últimos momentos, ate aos últimos minutos  e ate ao ultimo suspiro. Depois a memoria encarregar-se-á do resto tudo pode mudar mas o amor que sinto não!

Confesso que tentei esquece-la mas não consegui ainda me apaixonei mais e reforcei-a minha mente disso. Não conto pormenores dela porque para mim ela é prefeita, e o que os outros dizem ou deixam de dizer a mim não me faz diferença, se estiver errado assumo o erro como sempre assumi ate à data de hoje, mas não é um erro ou deficiência mas sim a verdade e vida é Amor.

                É difícil ser-se jovem e sofrer assim de males de Amor, mas melhores dias virão e não irei enganar o meu coração para esquecer, prefiro morrer do que tentar apagar a memoria, fazer de conta que nada se passou, sou assim teimoso que nem uma mula mas sempre assim e fui e não mudarei a minha convicção de vida.

                Refugio-me entre o papel a caneta e o portátil, apenas falo eu e ninguém me pode interromper este momento que adoro. Sou de maluqueiras mas a vida é mesmo assim…

Amo-a e irei ama-la para sempre ate ao ultimo momento, traições e "facadinhas" no matrimonio para mim são uma renuncia aquilo que podemos sentir por alguém.

É nestes momentos que vivo, e que me dão a vida que preciso.

Para ela desejo-lhe a felicidade a vida e a verdade porque um dia ela irá encontra-la e eu lá estarei.

                               Amo-te Rapariga.

 

Ricardo Vieira

01/05/2011

 

publicado por Ricardo Vieira às 23:10
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De fhatinha rezende a 17 de Agosto de 2012 às 03:06
lindo e extremamente profundo adorei,amei.. Nao sei o que dizer me tocou no mais profundo do meu coracao...
De fhatinha rezende a 22 de Fevereiro de 2013 às 01:41
Adorei isso tudo parabéns!!!! amei

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds