.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.Quem nos visitou hoje?


contador gratis
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Combate ao desemprego como prioridade

A economia continua a dar sinais de degradação, sem conseguir criar ofertas de emprego. Segundo o prémio Nobel da Economia, Joseph Stiglitz, o desemprego vai continuar a aumentar e que os ganhos nos mercados accionistas apontam uma “irracionalidade exuberante” dos investidores em relação à recuperação económica.
No segundo trimestre de 2009 a taxa de desemprego registada em Portugal foi de 9,1%, sendo que no primeiro trimestre tinha sido de 8,9%, é de notar o valor registado em Espanha, um dos principais parceiros comerciais de Portugal, sendo este de 18,3%, o que pode condicionar a recuperação económica portuguesa, se isso se traduzir numa diminuição das exportações como se tem verificado. Já na Euro área segundo informações de 1 de Outubro de 2009, a taxa de desemprego em Agosto foi de 9,6%.
Podemos relacionar estes valores com a curva de Phillips (que expressa um trade-off entre inflação e desemprego, que permite analisar a relação entre ambos, no curto prazo), já que os valores registados para a inflação em Portugal têm sido decrescentes (em Setembro a inflação anual registada foi de -0,3%), quando o desemprego está a aumentar.
Segundo estatísticas do Banco de Portugal, no segundo trimestre deste ano havia cerca de 507,7 milhares de desempregados, sendo que destes 49,8 estavam na situação de procura de primeiro emprego e 457.9 milhares à procura de um novo emprego. É de notar que a taxa que atinge os jovens até aos 24 anos assume valores assustadores, há já alguns anos ficando nos 18,7% no segundo trimestre de 2009, sendo que 2 em cada 5 beneficiários do Rendimento Social de Inserção têm menos de 19 anos, os beneficiários do RSI aumentaram de 346 mil no primeiro semestre de 2008 para 385 mil em período homólogo de 2009, um crescimento de 11,3%, valores que podem ser explicados não só pela conjuntura económica mas também pelos empregos instáveis e a baixa qualificação dos portugueses.
Apesar da taxa de desemprego se situar em valores elevados, os indicadores de clima económico e de confiança dos Consumidores tem vindo a aumentar em Portugal, assim como na União Europeia (UE27), as opiniões dos empresários dos principais países clientes de Portugal sobre a evolução das suas encomendas contribuíram significativamente para o ligeiro movimento ascendente, assim como a evolução da situação económica do país.
O PIB português diminuiu, em termos reais 3,7% no segundo trimestre de 2009 face ao período homólogo, embora no trimestre anterior este valor foi ainda mais negativo (-4,0%). Para esta diminuição contribuíram as despesas de consumo final das famílias, em bens de consumo duradouro que fazem com que o consumo privado tenha recuado 15,5%, já que a maioria das famílias não possuem rendimentos para fazer investimentos. Claro está que o combate ao desemprego deve ser uma prioridade de qualquer governador, contribuindo assim para aumentar não só a riqueza e “auto-estima” das famílias, mas sobretudo aumentando a riqueza e desenvolvimento pessoal e tecnológico de toda a economia.

publicado por Ricardo Vieira às 20:38
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds