.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.Quem nos visitou hoje?


contador gratis
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

BCE acredita que a economia vai começar a crescer em 2010

A economia dos países da Zona Euro vai crescer 0,2% em 2010. O Banco Central Europeu reviu, ontem, quinta-feira, em alta a previsão de crescimento para o próximo ano e corrigiu as estimativas económicas para 2009. Também na visão da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico haverá melhorias nas economias ainda este ano.

O BCE acredita que a Eurozona vai sofrer uma contracção de 4,1% este ano, mostrando-se menos pessimista do que nas previsões anteriores, nas quais apontava para um recuo do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,6% no final deste ano e previa um recuo da economia de 0,3% em 2010. O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, adiantou que a economia da Zona Euro e as restantes dão "sinais crescentes de estabilização" que permitem prever uma retoma "progressiva" da conjuntura. Trichet defendeu, no entanto, que "as incertezas continuam a ser elevadas".

O BCE decidiu, ainda, manter o nível das taxas de juro directoras em 1% por considerar que "é apropriado para o momento actual".

Igualmente mais optimistas são as novas estimativas da OCDE para a economia da Zona Euro e do Japão, que na análise da Organização deverão assinalar quedas menos acentuadas em relação às previsões do início do Verão. A OCDE mantém para os EUA as estimativas de melhoria que já referiu em Junho. Numa revisão intermédia da informação semestral, a OCDE prevê que o PIB da Zona Euro recue 3,9% este ano (antes previa 4,8% de queda), e que a economia japonesa desça 5,6% (em Junho previa 6,8% de recuo).

publicado por Ricardo Vieira às 23:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds