.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.Quem nos visitou hoje?


contador gratis
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Crédito mal-parado subiu 2,5% em Abril

Empréstimos concedidos às famílias cresceram 1,9 por cento em Abril, face ao mês homólogo, refere o Boletim Estatístico do Banco de Portugal.

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), em Abril, o crédito concedido aos particulares aumentou 1,9 por cento para 133,3 mil milhões de euros, valor que compara com os 130,8 mil milhões de euros observados há um ano.

Contudo, o crédito mal-parado aumentou 34 por cento, passando de 2,52 mil milhões de euros em Abril de 2008, para 3,38 mil milhões de euros no mesmo mês deste ano.

O peso no crédito mal-parado nos particulares atingiu, assim, os 2,54 por cento em Abril, valor que tem vindo a aumentar progressivamente desde Dezembro de 2007.

Os empréstimos no crédito à habitação subiram ao mesmo ritmo do valor total de créditos concedidos, subido 1,9 por cento, para 105,5 mil milhões de euros.

O crédito mal-parado na habitação subiu, por sua vez, 1,65 por cento, com as famílias a deixarem por pagar 1,75 mil milhões de euros.

O crédito ao consumo aumentou também, comparativamente ao mês homólogo, 4,48 por cento para 15,4 mil milhões de euros, enquanto o mal-parado em igual período subiu 5,89 por cento para 910 milhões de euros.

Segundo o BdP, a taxa de juro média praticada pelos bancos na habitação voltou a recuar em Abril pelo quinto mês consecutivo, para 4,07 por cento, contra os 5,47 por cento que era praticado há um ano.

No crédito ao consumo, a taxa de juro caiu em Abril para 10,4 por cento, pelo terceiro mês consecutivo.

 

publicado por Ricardo Vieira às 22:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds