.posts recentes

. Desabafo

. Um novo Código de Trabalh...

. O Som das Noites em breve...

. BAILOUT OU NÃO, EIS A QUE...

. Governo Português dá "exe...

. SAIR DO EURO

. PORTUGAL NA MODA

. O poder

. Portugal e os oceanos

. Dívida portuguesa aumenta...

.arquivos

. Maio 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.Quem nos visitou hoje?


contador gratis
Vejo-te a ti No meu coração És aquela que Toca a música Chamada Amor És aquela Que me faz vibrar, Que me faz estremecer, Viver e aprender. És a minha musa inspiradora És a fonte da minha vida, do meu ser, Obrigado por seres quem és. Ricardo Vieira
Sábado, 23 de Maio de 2009

José Sócrates acusa Ferreira Leite de falta de jeito para a política

O secretário-geral do PS, José Sócrates, acusou implicitamente a presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, de não ter jeito para a política, de ter um modelo político falido, baseado em ideias retrógadas e sem futuro.

José Sócrates discursou logo após o líder socialista espanhol, José Luís Zapatero, e o cabeça de lista do PS às europeias, Vital Moreira, num comício que não encheu o pavilhão do União de Coimbra.

"Agora regressou o discurso da tanga e o último brinco político que a oposição apresenta é a ideia de que o país está falido. Quando um líder político desiste da confiança, é altura de dizer a essa liderança que falidas estão as suas convicções", declarou José Sócrates, recebendo uma prolongada ovação.

Na sua intervenção, o líder socialista considerou que a oposição só tem uma proposta efectiva: "combater o PS".

"Ao longo destes quatro anos ouvimos coisas extraordinárias. Já vi uma liderança política dizer que o objectivo principal do casamento era a procriação, numa visão completamente retrógada e passadista, conservadora, que nada tem a ver com o Portugal moderno e do futuro", declarou Sócrates em nova referência indirecta a Manuel Ferreira Leite.

A seguir, o secretário-geral do PS condenou a ideia de Manuela Ferreira Leite de suspender a democracia portuguesa por seis meses.

"Talvez seja o momento para lembrar que a última vez em que se suspendeu a democracia em Portugal a suspensão demorou 48 anos - e nós não temos nenhuma saudade disso", afirmou.

O secretário-geral do PS referiu-se também indirectamente à ideia do PSD de não realizar comícios na presente campanha eleitoral, traçando aqui uma linha de demarcação face ao seu partido.

"Abrimos esta campanha eleitoral fazendo um grande comício, mas parece que há por aí quem diga que os comícios são coisas do passado, coisas que já não estão à altura do futuro. Como eu os compreendo, pois já vi desculpas melhores para justificar uma completa falta de jeito para a política", disse, usando a ironia.

Segundo Sócrates, "quando uma liderança política começa a dizer que os comícios são coisas do passado, o que se intui é que não há comício do passado, mas o que há é liderança sem nenhum futuro".
 

publicado por Ricardo Vieira às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds